14 de março de 2013

O amor sempre vence... Ou não.

Depois de tanto lutar, o amor senta-se na sarjeta.
Cansado. Choroso. Vencedor!
Exaurido!
Eis que morre.